Definições III

0
19:58

Prontamente meu verso encosta,
E sutilmente a música entoa...
O sentimento de amor amontoa...
A perfeita ação de quem gosta.
Morrer não é o que me atordoa,
É o pássaro que não canta
É a borboleta que não voa.
Quando te amo morrer não importa,
Vivo como a borboleta na porta
E só me entrego a uma pessoa...
A natureza tem um dom que soa,
Como o canto de um pássaro que renuncia,
A própria vida, por um sonho a toa...
Apenas um último beijo magoa
E finda a minha poesia.



GREDILHA, marcio.

Sobre o autor

Estudante, blogueiro, crítico e, nas horas vagas, aprendiz de poeta.

0 comentários :