Definições

1
18:53
Na juventude a velhice
Vivencia.
A magnitude desse
Produto louco...
Roubando a cena, o verso,
A alegria.
Ser poeta é morrer
Pouco a pouco...
Na instância cruel
Da covardia, o
Símbolo da vergonha
É meu ronco...
E a força de têmpera
Dor.
Galopa na inspiração
Desconhecida, que a
Ocasião apagou do
Amor.
Ser poeta é não
Ter vida...



GREDILHA,marcio.

Sobre o autor

Estudante, blogueiro, crítico e, nas horas vagas, aprendiz de poeta.

Um comentário :

  1. bastante pessimista nesse poema(álvares de azevedo..castro alves).
    Você tem muito talento....

    agradeceria muito se deixasse um comentario no meu blog!

    ResponderExcluir