Noite

1
19:58
Noite

A noite parece eterna, as estrelas se perdem.
A chuva que cai é como lágrimas nascendo da lua.
O silêncio é triste enquanto uma bala perdida corta os céus.
Não pode o mar nascer de um sorriso ou o amor triunfar-nos.
De onde estou eu vejo a morte, eu ouço vozes, eu sinto
A dor de um beijo. As crianças correm de um lado para o outro
Com as suas asas coloridas, respirando um perfume sem luz e
Pisando o chão ao lado de um corpo: um sonho morto.
De onde estou a paisagem é triste. Tudo é triste: a falta de Deus,
A vida, a música... Tudo é triste.
A fumaça surge ao longe em meio a solidão e a saudade.
Sabe, pode ser pra sempre o amor. De onde estou, eu vejo a
Paisagem. Tudo é triste: A falta de Deus, os olhos, a vida,
A música. Em fim,tudo é triste.

Sobre o autor

Estudante, blogueiro, crítico e, nas horas vagas, aprendiz de poeta.

Um comentário :

  1. Adorei o seu blog. Obrigada pela visita.

    Feliz Páscoa.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir